Ourinhos,
Anuncie Aqui | Fale Conosco | Notícias no What’s (14) 99637-3212

Postado em 03/02/2020 às 10:52

Vereadores de Ourinhos voltam de recesso com votações polêmicas

Câmara decide nesta segunda-feira, 3, se abre C. P. (Comissão Processante) que pode cassar os vereadores Éder Mota e Santiago de Lucas Ângelo (ambos do PSC). Prefeito Lucas Pocay quer aprovação de empréstimo de R$ 19 milhões.

 

A Câmara Municipal de Ourinhos realiza, nesta segunda-feira, 3, a partir das 19h, com transmissão ao vivo pelo canal 13 (CaboNet), a primeira Sessão Ordinária de 2020, com pelo menos duas matérias que levantam discussão e polêmica na cidade.

Os vereadores vão decidir se permitem a abertura de uma C. P. (Comissão Processante) que pode cassar os vereadores Éder Mota e Santiago de Lucas Ângelo (ambos do PSC) e ainda podem votar o projeto do executivo, que autoriza o prefeito Lucas Pocay realizar empréstimos que podem chegar até R$19 milhões, em pleno ano eleitoral.

Como pano de fundo destes projetos polêmicos, os vereadores devem apreciar matérias não tão badaladas, como o Projeto de Decreto Legislativo Nº2/2019, da Vereadora Raquel Borges Spada: Outorga o título de "Cidadã Ourinhense" à Dra. Jukarla Casolari de Araujo e o Projeto de Resolução Nº 01/2020, que Autoriza a filiação da Câmara Municipal de Ourinhos à Associação Brasileira de Televisões e Rádios Legislativas (ASTRAL) e dá outras providências.

Será que vai “Terminar em Pizza”?

Se vai “Terminar em Pizza”, que é uma expressão usada para se referir a uma situação que não foi solucionada e ficou da mesma maneira que começou, não sabemos, mas a votação do pedido de abertura da C.P. contra os vereadores  Éder Mota e Santiago de Lucas Ângelo, que supostamente fizeram empréstimos consignados irregulares com uma instituição bancária da cidade, quando ocupavam cargos no primeiro escalão do prefeito Lucas Pocay (PSD),  servirá como um termômetro de como os nossos vereadores estão ou não preocupados com a reeleição neste ano de 2020.

Para ser aceita abertura da C. P., são necessários pelo menos 10 votos favoráveis ao pedido. Éder Mota e Santiago de Lucas Ângelo não participarão da votação e serão substituídos pelos suplentes: Ari da Autoescola e Carlinhos da Lambo (ambos do PSC), que confirmaram presença na sessão de hoje (3) e quando estiveram na Câmara fizeram parte do núcleo de sustentação ao prefeito Lucas Pocay.

O grande dilema que os vereadores da base governista tem nesta noite é: Se votarem contra a abertura da C. P. podem começar o ano eleitoral mostrando que não são vereadores favoráveis à fiscalização dos atos públicos e somente votam o que o prefeito manda, deixando claro que são submissos e não estão preocupados com o clamor das ruas.

Mas se votarem favoráveis a abertura, podem passar a mensagem de independência e preocupação com as eleições de outubro e ainda dar um basta a submissão imposta pelo prefeito Lucas Pocay, que com tal atitude do vereador, certamente cortará “benesses” e “vantagens”, já que pelo que sabemos, o prefeito trabalha nos bastidores para que a C. P. seja derrubada.

Vamos aguardar. Mas se fosse para apostar, certamente ficaria com a primeira opção, mas torço para ser surpreendido nesta noite.

Jornalista Laperuta Júnior.

Relembre: Pedido de CP que pode cassar Éder Mota e Santiago será votado dia 3, confirma Enfermeiro Alexandre

 

E saiba: Em ano eleitoral, prefeito Lucas quer emprestar R$19 milhões e endividar ainda mais Ourinhos

Veja Também

Fiscalização da Prefeitura de Ourinhos consegue impedir baile funk em plena quarentena na cidade
Federação do comércio em SP prevê 1 milhão de demissões na crise
Com uma morte suspeita e 15 casos descartados, Ourinhos ainda não tem caso confirmado de coronavírus
Prefeito da região anuncia adiamento de IPTU para dezembro e suspensão do corte de água
© 2019 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por StrikeOn