Ourinhos,
Anuncie Aqui | Fale Conosco | Notícias no What’s (14) 99637-3212

Postado em 25/02/2020 às 15:41

Demissão de médica da UPA gera revolta em Ourinhos

Em nota, direção diz que médica não atende perfil da Unidade de Pronto Atendimento.

 

A demissão repentina de uma médica da UPA 24 (Unidade de Pronto Atendimento) de Ourinhos está gerando revolta e reclamações na cidade, principalmente nas redes sociais, onde pessoas estão externando sua solidariedade à profissional e questionam a direção da unidade hospitalar e até a administração municipal que tem a responsabilidade sobre gestão do convênio com o governo Federal.

“A médica Dr. Valeska Abud, é muito querida pelos usuários do serviço público de Ourinhos e é apontada sim pelo atendimento humanizado e reconhecida como a única médica que realmente faz jus a fala do prefeito Lucas Pocay (atendimento humanizado) foi dispensada pela gestão municipal.  A pergunta é: Por que foi dispensada? Será porque ela sozinha fazia o que muitos outros se negam a fazer, que é atender a população com atenção, carinho e respeito humanitário? E assim mantendo-se, o prefeito não poderia continuar a sustentar as suas mentiras a população de Ourinhos?”, relata uma dos munícipes em Ourinhos.

Em nota, na tarde desta terça-feira, 25, a Prefeitura de Ourinhos informou, que a direção da UPA considerada que a médica não atende o perfil da unidade, que é "assistencial dos pacientes".

A nota diz ainda, que mantém "o compromisso em oferecer atendimento de qualidade e humanizado para a população de Ourinhos e região". Confira a nota na íntegra abaixo:

 

 

NOTA SOBRE A SUBSTITUIÇÃO DE MÉDICA DA UPA

 

A Direção da UPA 24 (Unidade de Pronto Atendimento) informa que a composição clínica da unidade exige corpo médico com perfil para atender casos de urgência e emergência, cujo objetivo principal é estabilizar pacientes que dão entrada nessas condições.

Neste contexto, foram realizados ajustes em seu corpo médico para atender ao perfil assistencial dos pacientes, priorizando profissionais com essa qualificação, que tenham especialização em urgência e emergência.

O médico ou médica que não tiver essa especialização, não poderá atender na Unidade, mantendo o compromisso em oferecer atendimento de qualidade e humanizado para a população de Ourinhos e região.

 

Veja Também

DIG esclarece homicídio de morador de rua em Ourinhos
Médicos voluntários de Ourinhos criam grupo para ajudar pessoas na quarentena
Cidade da região confirma morte por dengue e contabiliza quase 200 casos
Portaria do estado de SP diz que qualquer cadáver deve ser considerado portador suspeito da COVID-19
© 2019 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por StrikeOn