Ourinhos,
Anuncie Aqui | Fale Conosco | Notícias no What’s (14) 99637-3212

Postado em 03/02/2023 às 06:46

João Neto: Assombrações

    0228536001675417968.jpg

Nas reuniões de nossas mães em noites quentes, sentadas na calçada daquele canto da Vila Perino, em Ourinhos (SP), sempre "rolava" conversas do sobrenatural e assombrações.

Era cada estória cabeluda que, sinceramente,  as vezes chego acreditar que realmente tenham acontecido, ou, elas simplesmente inventavam pra nos assustar: "loira do banheiro", "carroça sem ninguém, rodando na madrugada", "bebê chorando debaixo do assoalho", "lobisomem de olhos vermelhos" etc..

A mais intrigante e assustadora, por sermos vizinhos do seminário, era sobre uma jovem de branco que sempre atravessava a estrada e desaparecia no mato do Duia.

Afirmavam que, noutras vezes, a mulher saía de dentro do mato, atravessava a estrada e entrava no seminário por um buraco no muro que nós mesmos fizemos, no campo de terra e ficava dando voltas dentro da noite.

Aquela estória nos causava arrepios... Pensa num medo terrível!

Até os motoristas que passavam por aquela parte da Raposo Tavares (SP-270) sustentavam já terem visto a mulher de branco atravessando a estrada e sumindo na escuridão, diziam que seu vestido brilhava feito luz fosforescente, igual à luz negra dos Terríveis!

A mulher de branco, dizem, vagou por anos naquele pedaço, vestida de noiva, até o dia em que um seminarista foi ordenado frei e mudou-se para Goiás!

Afirmavam ainda que eles eram noivos e que o rapaz desistiu às vésperas do casamento, para estudar e se tornar celibatário... A moça, apaixonada e desiludida, não suportou a decepção, tomou veneno e morreu!

Ficou vários anos vagando por ali, na esperança de recuperar seu amor, até que, com a ordenação do rapaz, ela definitivamente aceitou sua missão e definitivamente encontrou a eterna passagem para o paraíso!

Este texto é do escritor João Neto, um escritor do cotidiano, foi rotulado, pelo crítico Lau Pacheco, como "piloto da caravela da saudade", em virtude do resgate de momentos vividos na infância e adolescência em Ourinhos. 

Após ter seu conto "Ainda Bem Que Você Veio" viralizado nas redes sociais, ficou conhecido em todo o Brasil. Publicou seu primeiro livro de contos e crônicas em 2019.

João Candido da Silva Neto nasceu em Santa Cruz do Rio Pardo (SP) e veio para Ourinhos com 7 anos em 1967. Ele atuou na COPEL (Cia Paranaense de Energia) onde aposentou-se em 2019. Em 2012 se tornou escritor, tendo seus contos e crônicas publicados semanalmente na Folha de Londrina.

Confira outras histórias – clique aqui

Veja Também

Policial Civil aposentado dispara contra enfermeira em Hospital de São Paulo
Acidente entre caminhão-tanque e carro mata uma pessoa na região
Em Ourinhos registramos neste domingo, dia 25, o sepultamento de João Batista de Oliveira
Tetracampeão mundial de boxe, Popó destrói o ex-BBB Kleber Bambam, em combate histórico
© 2019 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por StrikeOn