Ourinhos,
Anuncie Aqui | Fale Conosco | Notícias no What’s (14) 99637-3212

Postado em 29/05/2020 às 20:03

Cidade da região ignora plano do governo de SP e anuncia liberação de atividades da fase 4

Prefeito de Ourinhos ainda não se manifestou sobre o início da flexibilização na cidade.

    0206400001590793574.jpg

 

O prefeito de Marília (SP) (90 km de Ourinhos), Daniel Alonso disse em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (29) que vai liberar atividades na cidade que só estão prevista na fase 4 do plano de retomada da economia do estado de São Paulo. O prefeito de Ourinhos, Lucas Pocay (PSD), ainda não se manifestou sobre o início da flexibilização na cidade, deixando a população sem saber quais serão as novas recomendações e o que e como vai funcionar. 

Segundo o Plano São Paulo, divulgado pelo governador João Doria (PSDB) na última quarta-feira (27), a região de Marília está na fase 2 (cor laranja no mapa), que permite a liberação de alguns setores, além dos essenciais, com restrições.

Daniel Alonso já tinha afirmado que não concordava com a classificação de Marília.

“Tenho convicção que foi um erro grosseiro de dados na hora de fazer a classificação, pois a região de Marília tem números melhores do que as outras regiões mais próximas à nossa, em todos os critérios. Já pedimos essa revisão e tenho certeza que Marília irá no mínimo para a Fase 3, mas poderia até chegar à Fase 4”, afirmou o chefe do Executivo.

Nesta sexta-feira, o prefeito reforçou esse posicionamento e informou que a cidade tem condições de ficar na fase 4 (faixa verde).

"Nós nos baseamos nos próprios critérios da equipe de contingenciamento do governo, são critério claros, e em todos esses quesitos Marília já aparece na faixa verde, na fase 4, e outras cidades da nossa região ficaria na fase 2, a amarela”, afirma.

Lembre: ACE questiona posição de Ourinhos no plano de flexibilização de João Dória

Plano do governo de São Paulo para flexibilização da quarentena — Foto: Governo de São Paulo/Divulgação

Daniel Alonso destacou ainda que um decreto será publicado nesta sexta-feira, em edição extraordinária do Diário Oficial do município com as diretrizes que os setores que vão abrir terão que seguir.

“Estão liberados escritório imobiliários, concessionárias, restaurantes, mas com restrições, comércio, shoppings e galerias, com 4 horas de funcionamento, bares com 40% de capacidade, academias com 50% de capacidade”, adiantou o prefeito.

Sobre a fiscalização, Daniel Alonso disse que os índices serão monitorados diariamente.

Em nota, o governo paulista afirma que o “Plano São Paulo prevê a retomada consciente da economia em todo o estado, segundo critérios estritamente técnicos”.

O texto diz ainda que a classificação das fases é “heterogênea e regionalizada, com base na disponibilidade de leitos e evolução das taxas de contaminação em cada localidade”.

A nota reforça que “a região de Marília poderá ser reclassificada para fases de menor restrição a partir de 15 de junho, se houver indicadores de saúde estáveis”. Disse também que o descumprimento das medidas será repassado ao Ministério Público para que sejam tomadas as medidas necessárias.

Plano do governo de São Paulo para flexibilização da quarentena no estado — Foto: Governo de SP/Divulgação

 

Veja Também

GIAARO começa obra de construção da nova “Casa Arco Íris” de Ourinhos
Incêndio destrói testes para Covid-19 na região
Igreja Adventista do Sétimo Dia abre série de celebrações religiosas drive-in em Ourinhos
Manutenção da SAE corta abastecimento de água de pelo menos seis bairros de Ourinhos
© 2019 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por StrikeOn