Ourinhos,
Anuncie Aqui | Fale Conosco | Notícias no What’s (14) 99637-3212

Postado em 30/06/2020 às 02:56

Vereadora pede sindicância para punir responsáveis por túmulos irregulares no Cemitério de Ourinhos

    0484160001593496877.jpg

 

Até a vereadora Raquel Borges Spada (PSD), que pertence ao partido do prefeito de Ourinhos, Lucas Pocay, pediu na sessão ordinária da Câmara Municipal, desta segunda-feira, 29, a realização de uma sindicância, que possa apurar e punir os responsáveis pela construção de túmulos irregulares no Cemitério de Ourinhos (Clique aqui e relembre). A vereadora, porém, saiu em defesa do secretário Municipal de Meio Ambiente, Maurício Amorosini e destacou que uma nova área com capacidade para mil sepultamentos estará à disposição em breve (Confira abaixo o vídeo da sessão).

“Essa irregularidade que chegou ao conhecimento do nosso prefeito deve ser apurada. E nós vamos acompanhar de perto toda a apuração”, disse a vereadora.

A vereadora falou sobre o tema, após o vereador Flávio Luis Ambrozim (PL) falar mais uma vez da indignação dos moradores vizinhos ao Cemitério Municipal de Ourinhos, que estão revoltados com a atual administração, que teria autorizado a construção irregular de novas sepulturas, rentes ao muro de divisa com as casas no Jardim Flórida, bairro onde está o cemitério.

Foto: Reprodução

Flavinho exigiu que o fato seja apurado e que os responsáveis pelo absurdo sejam punidos (Confira abaixo o vídeo da sessão).

Raquel, após ouvir Flavinho, disse que já tinha feito um requerimento direcionado ao secretário de meio ambiente, para que fosse providenciado uma área adequada para construção de novas sepulturas e o secretario então lhe mostrou um projeto para liberação de uma área que poderá possibilitar mais mil sepultamentos dentro do próprio cemitério, porém a área ainda carece de licença da CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo).

 

Relembre: Após denúncia, sepulturas irregulares são destruídas no Cemitério Municipal de Ourinhos

Foto: Reprodução

Importante lembrar a vereadora, que o Cemitério Municipal de Ourinhos, que foi inaugurado em 1928, ainda não possuiu licença da CETESB.

De acordo com o Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), os cemitérios horizontais precisam fazer com que o fundo das sepulturas tenha uma distância mínima de 1,5 m do aqüífero. Outra determinação é que exista um recuo de 5 metros entre os muros do cemitério e o início da colocação dos jazigos, o que está sendo observado.

 

Mais pessoas enterradas

Quando o fato foi noticiado, no dia 22, o Passando a Régua ouviu alguns moradores que acreditavam que tinham quatro pessoas ali sepultadas de forma irregular, porém após a quebra de túmulos vazios, existe a possibilidade que sejam mais de 20 corpos no local irregular, o que pode agravar ainda mais o problema.

Foto: Passando a Régua

 

Confira abaixo o vídeo da sessão:

Veja Também

Homem morre ao capotar veículo na SP-278 em Ourinhos
Michelle Bolsonaro diz que testou negativo para covid-19
Menor é flagrado vendendo maconha na Praça dos Skatistas de Ourinhos
GIAARO começa obra de construção da nova “Casa Arco Íris” de Ourinhos
© 2019 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por StrikeOn