Ourinhos,
Anuncie Aqui | Fale Conosco | Notícias no What’s (14) 99637-3212

Postado em 04/03/2021 às 19:16

Confirmada variante brasileira do novo coronavírus em Chavantes

    0450819001614896345.jpg

A Secretaria Estadual de Saúde confirmou nesta quinta-feira (4) 23 casos da variante brasileira do coronavírus na região centro-oeste paulista. A Prefeitura de Chavantes (19 km de Ourinhos) confirmou um caso. As informações são do site G1.

Em todo o estado de São Paulo, são 38 casos autóctones, ou seja, de pacientes que não viajaram ao Amazonas ou tiveram contato com pessoas do estado.

Segundo o governo do estado, foram confirmados 10 casos da cepa de Manaus (AM) em Jaú, quatro em Lençóis Paulista, três em Lins, três em Bauru, um em Pederneiras, um em Bocaina e um em Dois Córregos.

O caso de Chavantes seria de um médico da cidade que testou positivo para Covid-19 e havia a suspeita de que se tratasse da "variante de Manaus". O diagnóstico foi confirmado. Ainda de acordo com informações, o profissional já passou a fase de transmissão e voltou a trabalhar normalmente. O nome do médico não foi divulgado. 

O prefeito Márcio Burguinha gravou um vídeo na noite desta quinta-feira, 4, onde falou sobre o problema:

 

Além dos casos no centro-oeste paulista, a Secretaria da Saúde de São Paulo informou que também já foram reportados um caso da variante brasileira do coronavírus na capital, 12 em Araraquara e dois em São José dos Campos.

Jaú foi a primeira cidade do centro-oeste paulista a confirmar casos da variante brasileira, no dia 13 de fevereiro. Depois de registrar três casos, a prefeitura endureceu as regras da fase vermelha da quarentena para conter o avanço do vírus.

Conhecida como P.1, a nova variante foi identificada primeiro em Manaus e é apontada como uma das causas do colapso do sistema de saúde da cidade no início deste ano, quando a capital do Amazonas sofreu uma falta de oxigênio nos hospitais devido à explosão de casos novos, com pacientes morrendo sufocados nos leitos.

De acordo com pesquisadores, a variante brasileira do coronavírus pode driblar o sistema imune de indivíduos já infectados pela Covid-19 e causar uma nova infecção. Além disso, pode ser até 2,2 vezes mais transmissível do que as outras variantes do vírus.

Veja Também

STF mantém anulação das condenações de Lula
ANTT autoriza reajuste da tarifa de pedágios da BR-153 na região
Vacinação Covid: Ourinhos mantém aplicação em profissionais da educação acima de 47 anos e mantém em idosos de 67 anos ou mais
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real
© 2019 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por StrikeOn