Ourinhos,
Anuncie Aqui | Fale Conosco | Notícias no What’s (14) 99637-3212

Postado em 30/06/2021 às 18:47

Quermesses esquentavam qualquer frio em Ourinhos; por Jair Vivan Jr.

    0019214001625090378.jpg

Parece que antigamente fazia muito mais frio por aqui, mas no mês de junho nós o tornávamos mais suportável com as grandes e elaboradas fogueiras juninas.

Fotos de uma quadrilha no Grêmio Recreativo de Ourinhos em 1962, retirada do blog Memórias Ourinhenses (Foto: Francisco de Ameida Lopes)

Eram preparadas com muito esmero e truques, desde a lenha, a de queima demorada e a de manutenção, o pó de serra, de preferência raspa de piso com sintéko, que quando jogada fazia o fogo arrepiar, uma espécie de bucha que fazíamos com produtos inflamáveis, semi lacrados em uma lata que quando atingida levantava uma bola de fogo e outras artimanhas.

Bombinhas, granadas, busca-pés, diabo maluco, morteiros, rojões de vara e de lágrimas fósforos de cor de caixinha e do grande individual, bastão e vulcão de fumaça e bolas de fogo coloridas, uma rodinha que enfiada em um prego e acesa ficava girando soltando muita fumaça e apitando e muito mais.

As fotos são de uma quermesse, em 1956 possivelmente em benefício do Cine Clube de Ourinhos retirada do blog Memórias Ourinhenses (Foto: Autor não identificado - fornecida pelo Mocho)

E o mês todinho girava em torno do preparo das fogueiras, com muitas bombas, quanto maior a granada, maior seria o regaço nas latas usadas em cima delas quando acesas, para testar a potência, ía longe, às vezes estufava tanto à ponto de arrancar o fundo.

Nas famosas quermesses, normalmente atreladas a festas juninas promovidas pelas igrejas, com bingos, rifas de frango assado, churrasco no espeto mantidos na mesa enfiados em um suporte pesado de madeira com furos, quentão, pipocas e demais bebidas e comidas.

As fotos são de uma quermesse, em 1956 possivelmente em benefício do Cine Clube de Ourinhos retirada do blog Memórias Ourinhenses (Foto: Autor não identificado fornecida pelo Mocho)

Nos comunicávamos por correio elegante, os folhetinhos para escrever eram vendidos com finalidade filantrópica e direcionados para a paquera ou alguma pessoa que despertasse interesse, sem ser identificado, assim rolava a comunicação com dicas através de uma intermediadora, até descobrir quem era e em muitas vezes acabava em namoro.

E a quadrilha que às vezes também culminava em namoro entre os casais que participavam dos ensaios da dança.

Esta é uma cena do filme, tomada em Jacarezinho, na Fazenda Califórnia, existente  no blog "Jacarezinho com amor", de 1963

Não era fácil, mas valia à pena, tudo era conquistado, tinha que ir à luta e por ser assim as coisas pareciam ter mais valor.

Dentre outras atrações que ofereciam premiações, a barraca mais disputada pela criançada era a do coelhinho que quando libertado do alçapão central erguido por uma cordinha, corria para uma das casinhas numeradas, com as prendas em cima, que formavam um círculo e limitavam a torcida frenética e barulhenta que endoidava o coitadinho, tinham uns que travavam com os olhos brilhantes, vidrados, esbugalhados e tinham que ser trocados.

A cadeia normalmente feita de bambu em que o escolhido para ser preso, tinha que pagar para sair.

Todo o dinheiro arrecadado era revertido para entidades assistenciais e as festas normalmente eram realizadas nos espaços de igrejas e colégios.

A mais antiga quermesse das que me lembro era ao lado da Igreja matriz, no grande terreno, antes de ser o INSS e o Cine Peduti e me lembro também de uma televisão só pegando chuviscos, que estava lá exposta como a mais recente novidade, chegando a nossa cidade.

Veja Também

ACE Ourinhos divulga palestra: “Cenário Econômico 2021”
Depois de avançar vacinação para os jovens, secretário de Saúde garante que não vai atrasar segunda dose em Ourinhos
Filho de 16 anos da cantora de forró Walkyria Santos é encontrado morto em casa
MP do Rio vai investigar site “Xvídeos” por suposta propaganda enganosa de pílulas para disfunção erétil
© 2019 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por StrikeOn