Catador é preso após desmanchar moto furtada em Santa Cruz do Rio Pardo

Compartilhe:
Na noite desta segunda-feira, 8, um catador de material reciclável, C. R. G. G., de 21 anos, foi preso sob acusação de receptação de uma motocicleta furtada e operar um desmanche clandestino de veículos roubados em sua residência em Santa Cruz do Rio Pardo (SP).

De acordo com o registro policial, a prisão ocorreu após uma denúncia de desinteligência na Avenida Coronel Antônio Evangelista da Silva, no bairro Bom Jardim. A vítima, de 44 anos, informou aos policiais que sua motocicleta, furtada no mesmo dia às 14h15min, estava dentro da residência de C.

A vítima soube da localização de sua moto através de amigos que viram fotos do veículo no perfil do Facebook de C. e conseguiram o endereço do suspeito. Ao chegar ao local, os policiais foram atendidos pela esposa de C., que chamou o indiciado. Durante a revista, nada ilícito foi encontrado com C., exceto um celular que foi apreendido.

C. confessou que a motocicleta furtada estava no quarto da residência e autorizou a busca no local. No quarto, os policiais encontraram a moto parcialmente desmontada, sem placa e com várias peças retiradas, além de um capacete e uma caixa de ferramentas. A vítima reconheceu a motocicleta e os itens como sendo de sua propriedade.

Além disso, em outros cômodos da casa, os policiais encontraram diversas peças de motocicletas de procedência duvidosa, um quadro de moto e um motor com numerações obliteradas. A mulher do catador confirmou que as peças pertenciam a C. e que ele as vendia a conhecidos, mencionando que o motor e o quadro haviam sido deixados por um amigo para desmontagem.

C. afirmou que um conhecido, cujo nome não revelou, havia deixado a motocicleta para ser desmontada em troca de R$ 300. A polícia, porém, não conseguiu determinar a origem das demais peças encontradas.

Diante dos fatos, C. foi preso em flagrante por receptação qualificada e encaminhado à CPJ de Ourinhos para audiência de custódia. A vítima formalizou o reconhecimento da moto e das peças, que lhe foram devolvidas. As demais peças apreendidas foram depositadas ao Permissionário Carvalho em Santa Cruz do Rio Pardo. O celular de C. foi apreendido para perícia.

A mulher foi informada da prisão do marido. Como a vítima não havia registrado boletim de ocorrência anterior sobre o furto, o fato foi registrado junto ao boletim de receptação.

As informações foram divulgadas pela Polícia Civil, sem restrição à imprensa.