Ourinhos,
Anuncie Aqui | Fale Conosco | Notícias no What’s (14) 99637-3212

Postado em 09/09/2022 às 00:33

João Neto: Onde Vocês se Esconderam?

    0188422001662694578.webp

A brincadeira de pique-esconde era assim: o "pegue" ficava com a cara tapada num poste ou tronco de árvore, contava até 50, enquanto os demais se escondiam.

A gente passava horas brincando, se escondendo, suando, enfim, até a hora que as mães chamavam todos pra casa.

Chegávamos derramar de suor, esbaforidos... No pescoço chegava formar cordões de craca, naquela Vila Perino de antigamente brincamos debaixo dos postes com as luzes deficientes.

Engraçado que cada um se escondia num lugar, dava um trabalhão pra pegar todos, isso quando pegava!

Hoje, relembrando, tudo parece um sonho... Mesmo que demorasse, no fim, todos voltavam e assim a brincadeira começava de novo.

E o tempo passou...

Os amigos de então se esconderam de tal forma que nunca mais vi... Nem sequer lembro a última vez que coloquei a cara no poste e iniciei a contagem.

Se passaram 20, 30, 40, 50 anos e o pessoal se foi, cada um pra um lado, escondidos em alguma trincheira da vida, eu os perdi de vista.

Não vou citar nomes pra não correr o risco de esquecer alguém, sem nenhum receio de dizer que todos foram muito importantes pra mim.

Deixo a pergunta para a eternidade:

- Onde vocês se esconderam, meus amigos?

Confira também:

Meu Primeiro Emprego Registrado

 ‘Quando entrar Setembro’

Na Parede da Memória 

‘O Bom José’

Outros dias frios

‘Churrasco e whisky à Vontade’

Eu converso com os bichos

O Trem da Meia Noite

‘Quando o Sol Nascer’

De onde eu venho?

Os trilhos do tempo

Camisa de Flanela 

Olhos Brilhantes 

O Último Trem

Cobertor Xadrez

Correio Elegante

Bailinhos em Ourinhos

Caldeirão de Feijão

A casa abandonada

Diamante Negro

A Escola do meu tempo

Quase Páscoa!

As luzes de Ourinhos

Um Anjo passou por aqui

A Última Reunião em Volta do Forno

A Oncinha Vai Te Pegar

O retorno ao Caló, quase 50 anos depois 

A mulher do sonho

40 anos da partida de Ourinhos

Este texto é do escritor João Neto, um escritor do cotidiano, foi rotulado, pelo crítico Lau Pacheco, como "piloto da caravela da saudade", em virtude do resgate de momentos vividos na infância e adolescência em Ourinhos. 

Após ter seu conto "Ainda Bem Que Você Veio" viralizado nas redes sociais, ficou conhecido em todo o Brasil. Publicou seu primeiro livro de contos e crônicas em 2019.

João Candido da Silva Neto nasceu em Santa Cruz do Rio Pardo (SP) e veio para Ourinhos com 7 anos em 1967. Ele atuou na COPEL (Cia Paranaense de Energia) onde aposentou-se em 2019. Em 2012 se tornou escritor, tendo seus contos e crônicas publicados semanalmente na Folha de Londrina.

Veja Também

Homem de 37 anos morre afogado na região
Acidente envolvendo caminhão carregado de cebolas deixa dois feridos no norte do Paraná
Ato convocado por Bolsonaro reúne multidão na Avenida Paulista em São Paulo
Brasil conquista hexacampeonato na Copa do Mundo de Futebol de Areia
© 2019 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por StrikeOn