Ourinhos,
Anuncie Aqui | Fale Conosco | Notícias no What’s (14) 99637-3212

Postado em 02/04/2023 às 21:24

Estudante alvo de etarismo na região ganha bolsa para estudar na Inglaterra

    0772164001680481594.webp

A estudante Patrícia Linares, de 45 anos, que foi vítima de etarismo ao ser hostilizada por colegas em Bauru (SP) (133 km de Ourinhos), recebeu uma notícia que a deixou muito feliz. Patrícia ganhou uma bolsa para estudar na Inglaterra por duas semanas e irá aprimorar seus conhecimentos da língua inglesa.

O anúncio foi feito por ela mesma em um vídeo publicado nas redes sociais durante o evento Global Access Through Education, que aconteceu em São Paulo. O vídeo, que já conta com mais de 16 mil curtidas no Tik Tok, mostra a estudante emocionada com a notícia da bolsa.

Patrícia explicou que a bolsa é um intercâmbio de estudos e que o curso será realizado durante as férias da faculdade, provavelmente em janeiro do ano que vem. "Estou muito emocionada, não esperava um presente desse. Eu já me imagino lendo os artigos científicos em inglês", comemora.

A estudante, que foi convidada para participar do evento de educação internacional, agradeceu a oportunidade e disse que está animada com a experiência. Ela espera que essa conquista possa servir de inspiração para outras pessoas que, assim como ela, acreditam que nunca é tarde para aprender e seguir seus sonhos.

O caso de etarismo que Patrícia sofreu gerou indignação e chamou a atenção para a importância do respeito e da inclusão na sociedade. A notícia da bolsa é uma grande vitória para a estudante e um exemplo de superação diante de uma situação tão difícil.

Resumo da história da aluna

Em 10 de março, três alunas de uma universidade particular de Bauru (SP) viralizaram com um vídeo no qual debochavam de um colega de classe porque ela tem mais de 40 anos.

A imensa repercussão do caso mobilizou até os ministros Silvio Almeida (Direitos Humanos) e Camilo Santana (Educação), que repudiaram o episódio de etarismo.

Em 16 de março, as jovens alunas Giovana Cassalatti, Beatriz Pontes e Bárbara Calixto, que apareceram no registro hostilizando Patrícia Linhares Takizawa, de 45 anos, desistiram do curso.

Em 20 de março, Patrícia registrou BO no qual apontou ter sido tratada de forma pejorativa e discriminatória pelo trio de agora ex-alunas da universidade.

Veja Também

Homem de 37 anos morre afogado na região
Acidente envolvendo caminhão carregado de cebolas deixa dois feridos no norte do Paraná
Ato convocado por Bolsonaro reúne multidão na Avenida Paulista em São Paulo
Brasil conquista hexacampeonato na Copa do Mundo de Futebol de Areia
© 2019 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por StrikeOn