Ourinhos,
Anuncie Aqui | Fale Conosco | Notícias no What’s (14) 99637-3212

Postado em 10/06/2021 às 21:19

Justiça analisa mandado segurança e pedido liminar e pode suspender aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino de Ourinhos

    0840308001623370966.jpg

A justiça de Ourinhos pode suspender a qualquer momento as aulas presenciais, nas escolas municipais, que foram retomadas nesta segunda-feira, 7. Está sendo analisado, pelo juiz Nacoul Badoui Sahyoun, da 1ª Vara Civil de Ourinhos, um mandado segurança coletivo, com pedido liminar, impetrado pelo SINSERPO (Sindicato dos Servidores Municipais e Autárquicos de Ourinhos e região) contra o retorno das atividades escolares, na forma presencial no Município de Ourinhos. O sindicato afirma que o retorno às atividades presenciais é um “ato temerário ante a atual situação de calamidade pública, por conta da pandemia COVID-19, que, como é de conhecimento geral, se agrava no Brasil e no Estado de São Paulo, com a expansão no número oficial de pessoas contaminadas”.

Lembrando: Sindicato vai à justiça tentar anular termo que condiciona a vacina contra Covid ao retorno às aulas presenciais dos profissionais da Rede Municipal da Educação de Ourinhos, dia 7 de junho

O juiz já notificou o prefeito Lucas Pocay (PSD), que deveria responder em 24 horas. O despacho foi emitido nesta quarta-feira, 9. A decisão pode sair nas próximas horas. Confira o despacho na íntegra:

Já a Prefeitura de Ourinhos fez um vídeo e garantiu que o retorno é feito de forma segura, sem nenhum perigo a saúde dos profissionais, alunos e familiares dos alunos.

 

 

Veja Também

Covid: Ourinhos confirma mais dois óbitos e junho atinge número de 85 mortes
Prefeitura diz que não tem mais vacinas e campanha contra a Covid-19 é interrompida em Ourinhos
Polícia Rodoviária prende na rodovia Orlando Quagliato homens que roubaram e amarram família; menina de 6 anos também foi feita refém
 Abrigo da região, que registrou surto de Covid com 8 mortes pede transferência de idosos para SP, diz MP
© 2019 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por StrikeOn